carta verde

Carta verde: tire agora mesmo todas as suas dúvidas!

Carta verde: tire agora mesmo todas as suas dúvidas!
Avalie

Você sabia que para fazer viagens de carro pelos países do Mercosul é necessário ter um seguro específico? Estamos falando da carta verde. Se você gosta de viajar de carro e pretende ir para Argentina, Paraguai, Uruguai ou Venezuela, esse seguro é obrigatório e muito importante.

Embora alguns viajantes achem que o gasto com seguros não é tão importante e, às vezes, pode ficar em segundo plano, isso não é verdade. Isso deve ser uma prioridade quando você estiver planejando sua viagem. Afinal de contas, ninguém quer ter a viagem interrompida por conta da falta de um seguro, não é mesmo? Ainda mais quando ele é obrigatório!

Contratar um seguro para carros pode parecer algo complicado, mas vamos explicar, no post de hoje, todos os detalhes sobre a carta verde. Entender como funciona, como contratá-lo e o que ele cobre é essencial para ter uma viagem sem dores de cabeça. Vamos lá?

O que é a carta verde?

A carta verde é um seguro civil, obrigatório para todas as pessoas que viajam pelos países do Mercosul. Sua função é bem semelhante ao DPVAT aqui do Brasil. Esse tipo de seguro cobre danos causados a terceiros e aos seus veículos.

Isso significa que, caso você se envolva em algum acidente durante a viagem, os custos para reparos no outro carro e cuidados com o motorista e passageiros estarão cobertos — por isso ter esse seguro é tão importante.

A carta verde serve para motoristas que estão fora do seu país. Então, você não precisa fazê-lo para viajar dentro do Brasil, mesmo que o país faça parte do Mercosul — pois aqui nós já temos o DPVAT. Caso um estrangeiro venha ao Brasil e vá dirigir, é importante que ele tenha esse seguro.

Quando devo fazer?

Essa é uma dúvida comum, que muitos viajantes costumam ter na hora de contratar seguros. Tenha atenção, pois esse pequeno detalhe pode fazer diferença se você precisar usar a carta verde.

Como ela só passa a valer após o pagamento e emissão da apólice, você deve contratar esse seguro antes de sair para viajar. Caso ocorra algum acidente nos primeiros dias da sua viagem e você não tiver a cobertura, seus gastos serão muito maiores.

Além disso, como o seguro é obrigatório, é comum que seja conferido nas fronteiras. Se você estiver viajando do Brasil (de carro) para algum desses países, sua entrada pode ser simplesmente impedida. Não vale a pena correr esse risco, não é verdade?

Quanto é a cobertura?

Outro ponto bem importante que merece atenção ao contratar qualquer seguro é a cobertura. No caso da carta verde, não é diferente. Entender cada detalhe é essencial. Dessa forma, você não corre o risco de achar que está coberto e, na verdade, não.

Se tratando da carta verde, o seguro tem uma boa cobertura, incluindo gastos com danos pessoais, materiais e até uma parte com gastos de advogados todos referentes aos terceiros envolvidos. Veja detalhadamente os valores da cobertura:

  • em caso de danos pessoais causados à terceiros, a cobertura é de até U$ 40 mil;
  • em caso de danos materiais causados à terceiros, a cobertura é de até U$ 20 mil.

A carta verde também cobre despesas com advogados para os terceiros envolvidos, sendo que, nesse caso, a cobertura é de 50%.

Você pode estar se perguntando sobre a sua própria cobertura, ou seja, gastos com danos ao veículo que você estiver usando, ou com as pessoas que estão viajando com você. Ela não cobre esse tipo de despesa.

Por isso, é importante que, além da carta verde, você contrate um seguro que cubra o seu próprio automóvel, motorista e passageiros. Assim, ninguém correrá nenhum tipo de risco.

Como contratar o seguro carta verde?

Contratar o seguro carta verde é bem simples. Basta entrar em contato com uma corretora cadastrada e apta a vender esse tipo de serviço. Fique atento ao prazo de vigência. Ele pode durar o tempo da viagem ou até 1 ano.

O valor cobrado pelo seguro também depende do modelo do carro, além do prazo de vigência. Por isso, ao contatar uma seguradora, tenha todas as informações sobre o carro que usará.

Não se deve fazer mais de um seguro para o mesmo veículo. O medo de que a cobertura não seja suficiente pode levar algumas pessoas a pensarem nessa possibilidade. Mas você não deve fazer isso, pois, além de ter um gasto a mais, a cobertura dos seguros não é somada.

O que acontece nessa situação é uma divisão dos custos pelas duas seguradoras. Cada uma pagará uma parte, mas o valor total não poderá passar do limite que já citamos, que é o estabelecido legalmente. Ou seja, não há nenhuma vantagem em fazer dois seguros para o mesmo veículo.

Em que casos o seguro é cancelado?

Alguns comportamentos ou situações podem fazer com que a cobertura do seguro seja cancelada. Não é permitido que o motorista dirija sob efeito substância entorpecente, como o álcool, porque isso claramente infringe as leis de todos esses países.

Além disso, é necessário que o motorista tenha uma habilitação, caso contrário o seguro também é cancelado.

Agora que você já tem todas as informações necessárias para conhecer os países do Mercosul com tranquilidade, aproveite toda a liberdade que uma viagem de carro pode oferecer. Com a segurança garantida, suas férias vão ser ainda mais incríveis.

Sabendo todos os detalhes sobre a carta verde e entendendo a sua importância, o próximo passo é terminar de planejar a viagem e partir para ter dias memoráveis  durante as suas férias. Reúna a família e parta para uma bela e inesquecível aventura!

Gostou de nosso artigo? Quer mais informações? Deixe seu comentário. E não esqueça, siga-nos: Facebook, Twitter e Google+!


 

Posts Relacionados

Economize tempo e dinheiro alugando um carro em suas viagens.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *