Toyota Prius

6 carros automáticos mais econômicos que você precisa conhecer

6 carros automáticos mais econômicos que você precisa conhecer
3 (60%) 2 vote[s]

Embora já não seja mais novidade na Europa e nos Estados Unidos, a transmissão automática ainda não é um item tão popular no país. Entretanto, parece ser uma questão de tempo até que a maioria dos motoristas descubra o prazer e a praticidade conquistados com o fim da embreagem. O mercado brasileiro oferece, a cada ano, diferentes modelos de carros automáticos mais econômicos, para os mais variados gostos e bolsos.

Quer conhecer a nossa lista de veículos com transmissão automática que gastam menos e que estão disponíveis no Brasil? Então continue a leitura e confira!

Carros automáticos e automatizados

Quem vive nas grandes cidades sabe como pode ser cansativo e irritante o “anda-e-para” dos engarrafamentos. Pior que isso, só pensar em adicionar a essa tarefa o ponto morto + pisa na embreagem + troca a marcha + solta a embreagem + aperta a embreagem + freia + ponto morto.

automatico-mais-economico

As transmissões com câmbio automático representam uma revolução no sistema manual de direção. Só que há um item que faz com que muitas pessoas pensem duas vezes ao investir nesses modelos: o consumo — a maioria “bebe” muito mais combustível.

Exatamente por isso, muitas montadoras vêm estudando a possibilidade de fazer modelos com melhor performance. E o resultado, você confere agora na lista montada a partir de informações do Inmetro.

Quais são os carros automáticos mais econômicos da atualidade?

1. Toyota Prius

Sabemos que os carros elétricos ainda são uma realidade um pouco distante para muitos, mas nem por isso devem ser deixados de fora. Além de serem modelos que fazem parte da nossa lista de carros automáticos mais econômicos, não emitem CO2 (quando em modo elétrico).

Toyota Prius frente

O Prius é um clássico dos híbridos (gasolina + eletricidade). O consumo médio é de 18,9 km/L (cidade) e 17 km/L (estrada), com motor 1.8 e 98 cavalos (cv) de potência. Já o sistema elétrico tem 72 cv e 14,2 de torque.

O design e a aerodinâmica dos modelos da quarta geração também garantem uma boa performance, com cortes e linhas que deixaram o centro de gravidade mais baixo.

2. Ford Fusion

Líder do segmento luxo no Brasil, possui versões híbridas, além da opção de teto solar. O motor com 248 cv é um forte atrativo, principalmente com o 2.0 EcoBoost, um propulsor com sistema start-stop. Outro atrativo é a tração 4×4.

Ford Fusion

A transmissão automática de 6 marchas não tem mais alavanca no console. Agora, é um botão seletor giratório, chamado de E-Shifter.

O que faz ele ser um dos carros automáticos mais econômicos é o consumo: 16,6 km/L (estrada) e 15,1 km/L (cidade).

3. Volkswagen Up! MSI I-Motion

O Up! é um modelo compacto e bastante simples, que aspira ser um dos carros automáticos mais econômicos do país. A configuração básica do modelo é a Move, com motor 1.0 MSI de 82 cv, 2 portas e transmissão automatizada I-Motion (5 marchas).

Volkswagen Up

Essa tecnologia se caracteriza por ser mais barata, embora menos confortável, que câmbios automáticos. Um ponto positivo é que esse sistema escolhe a mudança de marchas visando a economia. É uma ótima pedida para quem procura o primeiro carro para abolir o pedal da embreagem.

O consumo para quem usa gasolina é de 14 km/L (cidade) e 15,8 km/L (estrada). Já com álcool é maior, sendo 9,4 km/L (cidade) e 10,6 km/L (estrada).

4. Ford Fiesta 1.0 EcoBoost PowerShift

Outro modelo da Ford com EcoBoost. A proposta do Fiesta é ser um sedã econômico e rápido, lançando por terra o conceito “1.0 é apenas para carros populares”. Com motor apenas a gasolina, ele consegue um bom desempenho, sendo 12,2 km/L nas vias urbanas e 15,3 km/L na estrada.

Ford Fiesta

Os pneus verdes garantem uma redução no consumo, ao diminuir a resistência ao rolamento, usando sílica ao invés de negro de fumo na composição.

Entre os itens de série a se destacar estão os controles de estabilidade e tração, 7 airbags, sensor de chuva e partida por botão.

5. Toyota Etios Sedã 1.5

As versões do Etios vêm, aos poucos, perdendo a opção de câmbio manual. O modelo 2018, que já foi lançado, tem como alguns dos itens de série ar-condicionado, freios ABS e EBD, além de melhorias no design dos retrovisores e acabamento interno reformulado.

Toyota Etios

Além disso, a Toyota vem investindo bastante em amadurecer o modelo, tanto no tratamento acústico interno como na central multimídia e no volante multifuncional — herança do Corolla.

O motor 1.5, de fabricação nacional, vem com sistema de partida a frio sem tanquinho. Já a transmissão automática de 4 marchas consegue detectar bem a demanda de aceleração e inclinação das vias. Um detalhe que chama a atenção: o consumo é o mesmo para as versões manuais e automáticas, 14,9 km/L (estrada) e 12,2 km/L nas vias urbanas.

6. Chevrolet Prisma 1.4

Após passar por diversas melhorias, o Prisma conquistou sua posição no ranking dos mais econômicos. O motor flex 1.4 de 106 cv é eficiente, com pistões e bielas redimensionados para deixar a peça mais leve.

Os pneus também receberam tratamento especial, com resistência menor e suspensões e freios recalibrados. O resultado? O consumo de combustível caiu 20%, recebendo o mais alto grau de eficiência do Inmetro, rodando com um litro 14,7 km na estrada e 11,9 km na cidade.

Chevrolet Prisma

Entre os itens de série, estão ar-condicionado analógico, vidros elétricos com função “um toque”, freios ABS e airbag duplo. O sistema de entretenimento — MyLink 2 — é compatível com iOS e Android, uma mão na roda na hora de viajar.

Gostou de descobrir quais são os carros automáticos mais econômicos disponíveis no país e quer ficar por dentro das nossas novidades sobre automóveis, viagens e dicas para alugar veículos? Então nos acompanhe no Facebook, Twitter e Google+


 

Posts Relacionados

Economize tempo e dinheiro alugando um carro em suas viagens.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *